domingo, 22 de janeiro de 2012

Dogs de Curitiba













Um dos compromissos de férias que agendei com meu filho foi de tentarmos descobrir o melhor DOG de Curitiba. Uma tarefa que apesar de ser muito saborosa, convenhamos que não é nada "geração saúde". Mas enfim, como os dogs são uma unanimidade para fechar uma noite de balada pesada ou simplesmente para os que gostam de um lanche descompromissado, achei que valia uma pesquisa.
Fiz uma pesquisa e cheguei nos 5 mais comentados (em revistas ou em na rede pelo público em geral) e em mais um que é muito tradicional e que ainda não conhecia (Bar Triângulo).
Os candidatos foram: Josias, Green Dog, Benassi, Tio Dog, Bar Triângulo e Di Dog. A idéia era comer o mais basicão de todos os lugares, mas constatamos que o basicão varia muito!
Fomos então eu, meu filho e minha esposa em dois dias diferentes, experimentar os famosos dogs. Acho que concordamos que o Josias e o Green Dog foram os melhores, mas a verdade é que se esses 6 foram os mais comentados e recomendados da rede, todos são de fato muito bons. Varia portanto, o gosto do freguês. Se prefere um tradicional ou prensado ou daqueles que têm tudo dentro ou que oferecem uma variedade que inclui queijos finos, rúcula, castanhas, etc. Gostaria apenas de comentar o cachorro-quente do Bar Triângulo (na Boca Maldita). A vina não é do tipo vienense que conhecemos, mas mais próxima do estilo alemão, acompanha o pernil desfiado, um molho com um tempero pouco comum para mim e isso tudo num pão d`áqua, consistindo portanto, no dog que mais diverge dos outros (meu filho não curtiu).
Recomendo que vocês descubram os seus favoritos e quem sabe, formem uma lista completamente diferente da minha! E dá-lhe colesterol e triglicerídios!

7 comentários:

  1. Domingo passado fomos até o dogão do Benassi, mas tinha tanta gente na fila pra ser atendido que desistimos, no quesito DOGÃO BÁSICO acho o melhor, mas se quiser algo mais sofisticado, fico com o Josias, lá o meu favorito é o AMSTERDAM. Legal e muito saborosa sua pesquisa, esse GREEN DOG eu nem tinha ouvido falar, vou conferir.

    JOPZ

    ResponderExcluir
  2. Oi Jopz! O Green Dog fica na Alberto Foloni perto de uma escola de inglês (Influx penso eu), não muito longe do MON.

    ResponderExcluir
  3. Não sou muito de "dog", mas não hesito em comprar um básico, lá no Josias. Tenho até um cartão fidelidade; é tudo muito simples, mas é higiênico, preço honesto e a acolhida dos funcionários é muito simpática.

    Abraço, Takeuchi; ótima semana para você.

    ResponderExcluir
  4. Essas porcarias podem fazer um mal danado para a saúde, mas em compensação fazem muito bem à alma, de modo que no final acho que tudo fica zerado. O meu dog preferido é aquele mais tradicional possível: pão, vina e molho de tomate bem temperado. Quando adolescente, no Colégio Regente Feijó, em Ponta Grossa, eu raramente tinha dinheiro para um dog de verdade, mas a cantina servia também o pão só com molho (as vinas ficavam imersas no molho), mais acessível para gente da minha laia; é justamente esse o lanche que deixou mais saudade e que eu tento às vezes reproduzir na minha cozinha, com relativo sucesso.

    ResponderExcluir
  5. Oi Professora. Gostei muito do Josias mesmo. Para quem gosta muito de Dogs, é um prato cheio! Tem algumas opções muito criativas e gostosas.

    Oi Ayde. Também gosto dos mais simples. Sei de muita gente que fala mal do Au-Au, então não sei se sou nostalgico por gostar ainda do simples pão, vina, salada e poucos molhos de lá. O pão é sempre muito macio e fresco.

    ResponderExcluir
  6. Xinto san, Ogenki desuká? Não sabia que você tinha executado essa árdua tarefa! Estou tentando lembrar o nome de uma casa no Prado Velho, acho que na rua Guabirotuba, mas não lembro o nome!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Genki-dessu Washimi-san! Cara, gordisse é comigo mesmo! Pensei em fazer o périplo do hamburger, mas minha primeira investida foi tão traumática que abortei a missão por enquanto! :o)

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.