segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Pessoas comuns e incomuns de Curitiba 61



Uma das boas coisas de estar em férias é ter tempo para simplesmente sentar-se num banco de praça (no caso, Praça Tiradentes) e observar o que se passar à nossa volta. Com certeza algum flagrante você vai pegar.
No banco exatamente a minha frente, havia um senhor lendo seu jornal de um jeito todo especial e ao seu lado, um companheiro de banco que distraía-se com o que parecia ser um mapa. Num dado momento, o senhor lança um olhar de desaprovação para seu vizinho, para logo depois, voltar a concentra-se na sua leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.