terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Capela São Judas Tadeu




No tradicional bairro da Cascatinha, num recanto bucólico e aconchegante, numa elevação cercada de coqueiros, cedros e azaléas, localiza-se a Capela São Judas Tadeu.

A capela existe desde 1956, quando em julho daquele ano, o Sr. Pedro Trevisan, morador do bairro, (já falecido), manifestou ao então pároco de Santa Felicidade, padre Maximiliano Sanavio, a ideia de se construir uma pequena igreja no bairro, conforme desejo do próprio pároco, já manifestado anteriormente.

Escolheu-se o local, uma pequena elevação, com uma bela vista para a rua Manoel Ribas. Contataram os donos do terreno, os irmãos Ernesto e Isidoro Durigan, que, movidos pelo espírito cristão, imediatamente apoiaram a ideia e cederam o terreno.
O capitão Antônio Pedri, morador do bairro, ultimou os preparativos junto à Prefeitura de Curitiba, legalizando-se a doação.

Toda a comunidade do bairro, e também de Santa Felicidade, movimentaram-se para dar início à construção. Todos ajudaram com o que dispunham, com a maior boa vontade, muitos doando pinheiros para fazer o vigamento.

O Sr. Alfredo Vendramim, dono da Carpintaria São Judas Tadeu, doou toda a madeira para fazer a capela; foram contratados os serviços de carpintaria do Sr. Gumercindo Benato e do falecido Venuto Culpi; os irmãos Roberto, Félix e Sigismundo Jocoski contribuíram com o seu trabalho de pedreiros; o Sr. Vicente Costa fez a instalação elétrica; os bancos foram doados por várias famílias da comunidade; enfim, todos deram sua parcela de colaboração, seja com dias de trabalho, com outras doações pertinentes, e com palavras de incentivo e orações para que o projeto fosse executado com a maior rapidez possível.

Conforme palavras do Sr. Pedro Trevisan, desde a ideia inicial, até a conclusão da obra, passaram-se somente pouco mais de três meses, o que comprova a determinação e religiosidade deste povo, herdados de seus antepassados vindos da Itália, que sempre mantiveram a devoção à religião, o amor ao trabalho e o espírito de fraternidade como principais objetivos de suas vidas.

Em pouco tempo a igrejinha já estava pronta para ser coberta: “Foi uma verdadeira festa o dia de se colocarem as telhas, havia mais de sessenta pessoas trabalhando”, segundo depoimento do Sr. João Raimundo Costa e conforme atestam históricas fotografias do evento.

Assim, num domingo, dia 28 de outubro de 1956, dia de São Judas Tadeu, inaugurava-se a capela com a primeira missa celebrada pelo padre Maximiliano Sanavio, e participação de toda a comunidade da Cascatinha e moradores de Santa Felicidade.

A capela mantém a mesma aparência original, desde que foi construída, graças à cuidadosa manutenção que sempre mereceu das variadas comissões que trabalharam ao longo destes anos. Inclusive, devido à sua aparência simples, mas de arquitetura originalíssima e romântica, recentemente recebemos informações de setores ligados à Prefeitura Municipal de Curitiba, quanto ao desejo de num futuro próximo a capela seja "tombada” como patrimônio histórico de Curitiba.

Atualmente, várias benfeitorias foram acopladas ao patrimônio da capela: uma cancha de esportes para atender à juventude do bairro, como também aos alunos da vizinha Escola Ângelo Trevisan. A cancha também serve como ponto de encontro de lazer para os “nonos” do bairro, que se reúnem todo final de semana para jogar tradicionais jogos de cartas de herança italiana, como o “cinqüilio”, o “treis-sete”, o “truco”... e procuram passar para os mais jovens estas saudáveis tradições italianas.

Recentemente também foi construída uma cancha de bocha, que também serve como lazer para os frequentadores do ambiente.

A comunidade também é muito conhecida em Santa Felicidade pelos já famosos “almoços italianos”, que são promovidos trimestralmente no barracão de festas, e que alcançaram fama graças à comida de excelente qualidade e ao extraordinário atendimento do povo do bairro, sempre alegres, solícitos e simpáticos com todos os que visitam a comunidade.

Assim nasceu e assim vive um dos recantos mais acolhedores de Santa Felicidade: a comunidade da Capela São Judas Tadeu, na Cascatinha.

Texto de Cláudio Parise – 18/02/2015 encontrado no site da paróquia.

A capela na rua Angelo Trevisan, 166 - Cascatinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.