terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Grafite não agrada a todos?


Recentemente vi uma postagem no Facebook de um amigo comentando sobre a atitude do Prefeito de São Paulo de cobrir grafites e pelos comentários percebi que ao contrário do que eu pensava, a arte do grafite não agrada à todos, ao ponto de muitas pessoas manifestarem que preferem um muro ou parede cinza a terem a "imposição" da arte de uma pessoa.

Pensando um pouco, o assunto pode realmente ser um pouco complicado. A maior parte dos grafites que vejo eu gosto bastante. Vejo por exemplo esse da foto de hoje e além da qualidade de execução, ele me lembra um filme que gosto muito, um personagem marcante, o carpete do hotel onde se passa a historia e a frase repetidamente datilografada por Jack no filme. Acho muito melhor observar esse grafite e ter essas recordações todas à olhar para uma parede vazia.

Por outro lado, olho algumas coisas (como por exemplo, o que foi feito na Casa Edith) e também preferiria que a simples pintura original do prédio tivesse sido preservada.

Como julgar o que é bom ou não simplesmente baseando-se em seu gosto pessoal ou sua bagagem cultural?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.