sexta-feira, 8 de junho de 2018

O Palacete da Monsenhor Celso sob o sol.


Esse prédio já é lindo por si só, mas numa dia de sol com um céu azul de moldura e com sombras e luzes destacando seus belos detalhes então, o cenário fica digno de mais uma foto.

De cara para a Praça Tiradentes, tendo uma das fachadas voltada para a rua Monsenhor Celso, esse palacete foi construído em 1900 e segundo uma matéria que li na Gazeta, já pertenceu à Família Hauer. Desde que cheguei em Curitiba, o prédio já foi ocupado por algumas lojas de vestuário.

Quanto à rua, o livro de Valério Hoerner Júnior, "Ruas e Histórias de Curitiba" de 2002, nos conta que o primeiro nome da atual Rua Monsenhor Celso foi Rua Formosa. Na década de 30 a rua assumiu o nome atual em homenagem ao vigário muito querido na capital, Monsenhor Celso Ityberê da Cunha. Nessa rua, prevaleciam moradias, mas marcaram época a Alfaiataria Bom Marché, a Chapelaria Elegante e o luxuoso Club Curitibano, num prédio que existe até hoje na esquina com a Rua XV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.