sábado, 8 de janeiro de 2011

Casas de madeira de Curitiba 11


Essa belíssima e pixada casa de madeira fica no Bairro Água Verde, na esquina da Avenida Iguaçu com a rua Cândido Xavier. Lembro que no local funcionava um bar e que num dia em que fomos almoçar na região, na hora de ir embora, passamos por esse bar e havia um homem bêbedo e dormindo, estirado nos degraus que aparecem na foto. Não sei se esse bar ainda funciona.

10 comentários:

  1. Olá!! Sou fã desse blog, venho sempre ver as fotos magníficas tiradas na nossa cidade de coração( eu aprendi a amar Curitiba e hj ela é a minha cidade querida).Amo fazer essa viagem pelas fotos e em especial as Casas de madeira que tanto gosto enchem meu olhar de nostalgia e beleza. Obrigada por nos proporcionar nestes belíssimos e encantadores momentos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana. Obrigado pelas visitas e principalmente por gostar tanto de Curitiba. Tendo essa relação de afetividade com a cidade, nós cuidaremos melhor dela e exigiremos também que as pessoas que a administram, também cuidem dela como merece.
    Se tiver dicas do que fotografar, me passe!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. que vontade de passar uma tinta nesta casa.

    ResponderExcluir
  4. Aí Marco, me canditado a ajudá-lo. Levo a escada. Esta casa é maravilhosa e merece um mutirão. E o fotógrafo merece louros pela sensibilidade que tem. Parabéns!
    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Imagine que legal! Ao invés de hordas de pixadores, um grupo de restauradores! Seria o máximo!!

    ResponderExcluir
  6. Oii Galera!! Essa casa fez parte da minha Infância, quem morava nela era uma Senhora chamada Dirce Wolffe, que é minha Vó e ao lado era o bar do meu Tio Avô !! A Casa foi restaurada, e hoje é um restaurante. e a Dona Dirce com 83 anos se encontra na Casa de Repouso VoVó Juana.

    Abraço

    ResponderExcluir
  7. Oi Helô. A casa foi restaurada? Que bacana. Vou passar por lá e fazer outros cliques. Obrigado por contar um pouco da história da casa e do quanto ela fez parte da sua vida. Olhar a cidade daquela janela mais alta devia ser ótimo! O sobrenome Wolffe é de que nacionalidade?

    ResponderExcluir
  8. Aproveita Pra comer uma batata!! e de uma olhada numa foto q a minha vó esta na janela ... é de emocionar. ontem fui ver a foto ... já abri a bocaaa chorar, não aguenteii!!!

    Até +

    ResponderExcluir
  9. Olá. queria parabeniza-lo pelo blog! Sei que estou em uma postagem muito antiga mas já explicarei. Achei esse blog por um acaso em uma pesquisa no google, e adorei! Sou estudante de arquitetura, amante de fotografia e curitibano!
    Creio que a pessoa acima confundiu esta casa com a casa da esquina debaixo, onde agora é o Zé pelin.
    Essa casa fez parte da minha infancia. E vim só compartilhar um pouco de sua história...
    A casa ao lado desta, que inclusive você postou aqui ( http://www.circulandoporcuritiba.com.br/2010/01/curitiba-que-resiste-ao-concreto.html#comment-form) é a casa onde morava (hoje falecida) minha bisavó. Passei minha infancia inteira brincando na rua candido xavier, e no final da tarde iamos nessa casa da foto para comer bala e geladinho!
    A casa era do "Seu jorge", ele teve por anoooos esse barzinho onde sempre vendia alguns produtos empoeirados! Ele é um amor de pessoa, sempre recepcionando todos muito bem.
    Por mais que estivesse sempre fechado era só bater na porta que ele em 5 minutos te atendia.
    Ele manteve o bar até 2 anos atras, que foi quando minha bisavó morreu. Apos isso ele colocou esta casa pra vender e se mudou para um apartamento.
    é triste ver essas historias que "quebram" tradições. mas é verdade.
    Ah, inclusive, tenho certeza que o mendigo que você viu deitado nas escadas era o "Santana". Um mendigo que viveu a vida inteira morando ali mesmo. na escadaria do seu jorge, no muro da casa da minha bisavó, debaixo da soleira da clinica que tem logo ali na frente, etc.
    Até mais, continue postando!

    ResponderExcluir
  10. Oi Jonas.
    De fato a Helô confundiu as casas.
    Que pena sua bisavó ter falecido. Quando faço algumas fotos de casas, fico imaginando as histórias que as envolvem. Esse seu relato leva as imagens para um nivel infinitamente superior. MUITO obrigado pelo seu relato! Grande abraço. Fico bem feliz por ter gostado o blog.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.