terça-feira, 7 de janeiro de 2014

O Dono do Oro

Da janela da Wing, ao mesmo tempo em que acompanhava o trabalho do Fabiano, acompanhava também o movimento na rua XV exatamente na nossa frente. O que me faz gostar tanto desse pequeno pedaço de calçadão, além da história da cidade estar escrita no chão e nas paredes dos prédios, é que todos os tipos de pessoas passam por esse petit pavé todos os dias!
Além do prazer de poder ver o Fabiano trabalhar, a conversa com ele além de divertida, é muito instrutiva. Ele apelidou várias das pessoas que passavam pela rua e o amigo do post de hoje é o Dono do Oro! Esse senhor muito elegante, desfilava pela XV com uma quantidade enorme de pulseiras, colares, caneta, chaveiro e um relógio de pulso do tamanho daquele da Boca Maldita, isso tudo num vistoso amarelo cor de ouro. Se era tudo de ouro, não sei, mas que estava de fazer inveja à qualquer rapper americano, isso estava!
Um pouco mais tarde, cruzamos com outro personagem (que ia na mesma direção do Dono do Oro) que poderíamos chamar de Mr. Argentum, um senhor coberto de grossas correntes e outros pinduricalhos de prata! Esse infelizmente não tive tempo de fotografar!
Vou sair de Curitiba numa viagem em férias a partir de hoje (vou conhecer as cidades históricas de Minas Gerais), mas para esse período deixarei programados os posts no meu blog e todos esses posts serão sobre as pessoas que fotografei do mezanino da Wing.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.