sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Que casa é essa na Des. Motta?





Quando circulava pela Des. Isaías Bevilacqua, passando pelo cruzamento com a Des. Motta, percebi uma casa de madeira num terreno muito alto. Parei e fui lá conferir. É de fato uma construção intrigante. É uma casa de madeira bonita (judiada pelo tempo), mas o que chama a atenção, além do endereço, é a sua implantação no alto de um terreno que deve ficar a 4 metros do nível da calçada, com um muro de pedras e tendo um belo portão com galhos de araucárias em chapas de metal. As janelas ainda têm cortinas e não há sinal de vandalismo, apenas os problemas pela falta de manutenção. Quem terá vivido nessa casa? Qual será a sua história?
Descobri um pouquinho da história da casa. A Iara Teixeira na sua página do facebook, mostrou suas fotos dessa mesma casa e comentou que quando fazia essas fotos, ela estava com a sua mãe, que essa teria dito que quando noiva de Nireu Teixeira, ela já tinha conhecido essa casa e que essa pertencia a um senhor chamado Leopoldo Grumm (ou Brunn), que trabalhava no antigo departamento de Terras e Colonização do Estado. 

4 comentários:

  1. O portão realmente é um detalhe importante, pois podemos imaginar a paixão do proprietário do imóvel por Curitiba e nosso estado. Será que o mesmo é vivo para contar sua essa bela construção???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olhando a casa por alguns minutos, fiquei com a impressão de que não é mais habitada.

      Excluir
  2. Se a casa falasse, teria histórias interessantes para contar. Como não fala, alguma pista pode ser encontrada aqui e ali. Realmente o portão é um caso à parte. Gostei também da janela à direita, a parede está para dentro. É um detalhe que nunca tinha visto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Julio Cesar, bem notado, outro ponto interessante dessa construção.

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.