domingo, 21 de março de 2010

A Arquitetura Modernista de Curitiba - Jaime Wassermann

Jaime Wassermann foi o maior empreendedor de conjuntos habitacionais do Paraná, executados entre 1967 e 1981, sendo a habitação social um dos principais temas do Movimento Moderno. Nascido em Montevidéu, no Uruguai, em 1924. Quando tinha cinco anos de idade, sua família emigrou para o Brasil, fixando residência em Curitiba. Colega de Rubens Meister, Jaime formou-se em Engenharia Civil em 1947. Cursou Arquitetura na UFPR. Em 1966 e 1972, estagiou na França graças a duas bolsas obtidas junto à Alliance Fraçaise, organizado pelo Ministère des Affaires Étrangères. Em 1967, sua Construtora Independência deu início em Curitiba, ao seu primeiro conjunto residencial.



Edifício Aurora (1964).
Av. Padre Agostinho com Candido Hartmann.
Projeto executado em conjunto com Edson Panek, enquanto ainda cursava Arquitetura, o edifício Aurora aproveita a geometria do terreno de esquina.


Conjunto Independência (1968).
Rua Souza Naves.
O Conjunto Independência com 128 apartamentos, contém edifícios em lâmina, com dois apartamentos por andar, e em H, com quatro apartamentos por andar. A técnica construtiva, utilizando lajes pré-moldadas de concreto armado, tijolo à vista envernizado, elementos vazados e esquadrias de ferro, visava à durabilidade e racionalidade de execução.


Conjunto Cosmos (1974).
Rua Souza Naves.
O Conjunto Cosmos, com cem apartamentos distribuídos em quatro torres implantadas isoladamente sobre a laje de cobertura, criando grande plano elevado, foi projetado no espírito do Plano Voisin (1925), de Le Cobusier. Foram utilizadas telhas de aço coloridas como revestimento dos peitoris das fachadas e introduz na cidade, escadas de incêndio pré-fabricadas em concreto armado, com desenho em baixo relevo.

Um comentário:

  1. Uma herança notável! Um homem cheio de brilho, idéias e energia!

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.