sábado, 27 de novembro de 2010

Pessoas comuns e incomuns de Curitiba 4


Devia ser perto de 7 horas da manhã de um dia útil. Eu levando minha filha para o colégio, vejo esse rapaz que naquele momento estava sentindo-se o centro do universo, pois imagino que tudo parecia estar girando ao redor dele, de tanto que ele cambaleava enquanto tentava andar. Dado por vencido, sentou-se nesse degrau para tentar aprumar o seu centro de gravidade.
Uma cena em princípio engraçada, mas triste se pensarmos que trata-se de uma pessoa jovem e embriagada na manhã de um dia útil. Não tenho dados sobre alcoolismo, mas sei que é uma doença que pode se tornar muito séria, levar à desagregação da família e do próprio indivíduo e num caso extremo, levar a morte do alcolista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.