domingo, 20 de março de 2011

Numa esquina de Curitiba


Tive que dar uma enrolada para que eu ficasse parado no semáforo da esquina da Barão do Serro Azul com a Carlos Cavalcanti e assim, poder fotografar essa (me parece ) colagem.
Gostei da imagem e do fundo quadriculado do prédio. Esperei até aparecer uma pessoa, pois acho interessante, sempre que possível, compor uma foto de rua com alguém nela. Isso me passa a sensação de duplo objetivo atingido, fotografar algo e alguém interagindo ou não com esse algo. No caso, a pessoa parece ignorar completamente a inusitada e aparentemente antiga imagem de uma senhora operando um toca-discos.

4 comentários:

  1. A foto ficou realmente inusitada, melhor em p&b e a transeunte ignorou totalmente a imagem, como todo mundo que passa pelas coisas e não vê, aprisionados pela ppria vida.

    ResponderExcluir
  2. Tem toda razão. Muitas vezes passamos por anos num mesmo lugar e não notamos algo que um turista (por exemplo) notaria de imediato.

    ResponderExcluir
  3. eu kurti a velhinha e a aparição do nome da rua que já foi citada em outras postagens historico-educativas por aki...

    intepz, boa semana,
    JOPZ

    ResponderExcluir
  4. Legal Jopz! Boa semana para vc tbem.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.