quarta-feira, 23 de março de 2011

Pessoas comuns e incomuns de Curitiba 19


Fim de dia, transito estressante. Pouca coisa de interessante para se ver até chegar na esquina da Conselheiro Laurindo com a Engenheiros Rebouças. Uma pequena bailarina, ali mesmo no gramado, fazia o seu solo para quem quizesse apreciar. Ela provavelmente estava acompanhando sua família que coleta papel, sendo ali um local de concentração desses bravos trabalhadores.
Os poucos minutos que fiquei parado no semáforo, foram suficientes para fotografar uma pequena seqüência de seus graciosos movimentos e para mostrar que ser feliz é mais uma questão de estado de espírito do que qualquer outra coisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.