segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Será uma ex-quase casa de madeira de Curitiba?





Mais uma bela edificação na Avenida Anita Garibaldi. Imagino que o estilo se enquadre como eclético e fotografando as laterais, encontramos lambrequins. Pena novamente os pichadores estragando o que não é feio.
Lendo o livro "Casa de Madeira, um saber popular", há um capítulo dedicado à uma empresa de Curitiba que vendia um revestimento chamado Erkulit, que principalmente na década de 1970 cobriu centenas de casas de madeira, dando a elas a aparência de alvenaria. Esse revestimento foi um sucesso em Curitiba pois nessa época, ter uma casa de madeira era sinônimo de baixo poder aquisitivo e atraso. Fiquei imaginando se o prédio da foto de hoje recebeu esse revestimento pelas seguintes pistas: fachada em alvenaria no limite frontal do lote (como já mostrei no post As quase casas de madeira de Curitiba) e os lambrequins, usuais em casas de madeira.
Com o tempo esse revestimento perdeu o sentido, já que os tijolos ficaram bem mais baratos do que a madeira e a empresa praticamente faliu (ou já faliu, não sei).
Na internet pelo endereço, descobri que no local funciona uma empresa de engenharia elétrica e hidráulica.

4 comentários:

  1. É um privilégio nosso morar numa cidade com casinhas assim. Você faz muito bem em divulgar.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Olá, a casa não é de madeira, pois as paredes são muito grossas. Já entrei numa dessas: por fora tem-se a impressão de ser de alvenaria, porém, olha-se por dentro as paredes de madeira: não há grossura na parede: é como se fosse madeira e estuque.

    Abraços,

    Filipe

    Obs: Eu e meu irmão estávamos justamente pensando em tirar fotos de construções antigas da cidade e perguntar para seus moradores o que poderiam nos informar sobre elas. Estou gostando muito de seu blog, pois apenas há alguns meses interessei-me profundamente por esta cidade, principalmente quando dia após dia vejo-a sendo mais e mais demolida!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Pois é Felipe! Há poucas pessoas que se interessam por preservação e muita gente com gana por ganhar mais e mais com o boom imobiliário. O que pudermos fazer, se não para preservar, pelo menos para registrar o que existe e que conta a história de Curitiba, é muito importante.
    Abraço e obrigado pelo seu comentário.

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante, o estilo da construção é muito parecido com a "Casa Polak" no Pilarzinho, construida nas primeiras decadas do ano 1900, ela é de alvenaria e por coincidencia foi rescentemente pintada com as mesmas cores!

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.