quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Modernismo no Jockey Club do Paraná






As obras do novo hipódromo, com projeto de Edmir Silveira D’Ávila, foram iniciadas no começo dos anos 50. Em setembro de 1952, uma solenidade com a presença do Sr. Governador Bento Munhoz da Rocha Neto, marcou o início da construção da arquibancada social. Em dezembro de 1955 foi então inaugurado o Hipódromo do Tarumã. O conjunto arquitetônico impressiona pela monumentalidade e pelo projeto. O domínio da técnica do concreto armado e o desenho das estruturas são marcantes, principalmente nas três arquibancadas, interligadas por rampas e circulação cobertas até o salão de festas. Passados tantos anos desde sua inauguração, o conjunto edificado para o hipódromo permanece como uma das mais importantes obras da arquitetura modernista de Curitiba. 
O tombamento foi aprovado em 23 de maio de 2002 e o texto acima foi extraído do livro do tombo, datado de 10/03/2005, e assinado por Rosina Coeli Alice Parchen, chefe da Coordenadoria do Patrimônio Cultural.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.