quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Olha o trem!


Mais uma foto feita a partir do quinto andar do Hospital do Cajuru, dessa vez mostrando um trem de cargas. Interessante notar que esse tipo de trem continua a cortar a cidade por bairros densamente povoados, causando toda espécie de transtornos (barulho, poluição, atrasos no trânsito e até acidentes). 

3 comentários:

  1. Interessante notar que esta linha estava neste mesmo lugar a mais de 200 anos... e quanto aos acidentes, nao seriam um grande problema se o povo respeitassem q o trem tem passagem livre. e não os BARBEIROS desta misera cidade

    ResponderExcluir
  2. Falar que o trem é um problema para a cidade é a mesma coisa que negar um valor cultural existente nela.
    Converse com moradores que moram perto das linhas de trem e descobrirá que o incomodo não é tão grande assim.

    ResponderExcluir
  3. Já morei muito próximo da linha que passa no Alto da XV. Realmente não é um enorme incômodo, mas é. Pode ser que as linhas tenham um valor cultural, mas não acho o mesmo de um trem de carga (quem sabe uma maria fumaça). Essas linhas a 200 anos passavam em local ermo de Curitiba, o que já não é mais o caso. Um dia elas não foram incômodo algum, passaram com o tempo a ser um pequeno incômodo e crescendo Curitiba da forma como cresce, será um incomodo cada vez maior. Não sou urbanista, mas imagino que o espaço ocupado por essas linhas em áreas densamente urbanas, poderia ser utilizado de forma a trazer melhor qualidade de vida, seja na forma de parques lineares, ou novas vias que poderiam ser alternativas para liberar o tráfego. Quem sabe o IPPUC tenha melhores condições de argumentação favoráveis ou contrárias às linhas onde estão.
    Obrigado a ambos pelos comentários.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.