quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Jovens patriotas?




No desfile de Sete de Setembro, encontrei essas duas crianças nos ombros do pais, observando tudo. Eu sou do tempo em que antes de entrar na sala de aula, as crianças em fila cantavam o Hino Nacional e todos aprendíamos o Hino da Independência e o Hino à Bandeira. 

OK! Tudo fruto da ditadura militar, que sempre buscou incutir por vias duvidosas, o espírito patriótico nas escolas. Naquele tempo, era muito comum cantarmos musicas como:

"Esse é um país que vai frente. De um povo unido, de grande valor. É um país que canta, trabalha e se agiganta. É o Brasil de nosso amor! "

"Eu te amo, meu Brasil, eu te amo. Meu coração é verde, amarelo, branco, azul-anil.
Eu te amo, meu Brasil, eu te amo. Ninguém segura a juventude do Brasil."

Foram-se os militares no poder e com eles, o ufanismo, as aulas de OSPB e EMC. Hoje, falando de civismo, poucos jovens ou crianças sabem o que representa o Sete de Setembro, o Quinze de Novembro. Vinte e Um de Abril então, pior ainda, pois, a exceção dos vestibulandos, poucos sabem quem ou o que foi Tiradentes.

Talvez nos falte um senso coletivo mais desenvolvido (não apenas nas copas do mundo); aprender com os erros na nossa história, evitando cometer os mesmos; termos orgulho de sermos brasileiros e de morarmos num país com tantas possibilidades como o nosso. Com tudo isso, talvez tivéssemos melhores condições de escolher quem pode administrar esse país e legislar em nosso nome. Quem sabe as crianças que estão nos ombros dos pais, vivenciem isso no futuro (e quem sabe, nós também).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.