domingo, 10 de outubro de 2010

Que tal uma Wimi?


A CINI tem suas primeiras raízes na região de Veneto, na Itália, onde o fundador da Cini Bebidas, Ezígio Cini nasceu. Quando chegou ao Brasil Ezigio, inicialmente instalou-se na Colônia Cecília, nas proximidades no município de Palmeira (PR), onde iniciou suas atividades. Já em meados do ano de 1904, transferiu-se para São José dos Pinhais (PR), local onde a fábrica foi registrada.
Quando o espaço já não era suficiente para comportar a demanda de crescimento da indústria, um novo endereço foi escolhido para sediar a Cini Bebidas: o Batel, um bairro central de Curitiba, onde ficou instalada até o ano de 1996. Uma nova etapa de crescimento acabou evidenciando a necessidade de expansão fabril e obrigou a Cini a procurar um espaço ainda maior, com isso mudou suas instalações para Pinhais, outra cidade da região metropolitana de Curitiba.
As gasosas da Cini, principalmente a Gengibirra e a Wimi, são quase um patrimônio cultural de Curitiba. Afinal, nada mais Curitibano do que comer um pastel da feira ou como na foto, um pedaço de uma torta Marta Rocha da Confeitaria das Famílias (criação da casa) acompanhada por uma Wimi (cuidado para não sair falando com o sotaque Curitibano depois dessa experiência).
Não percam a história completa da família Cini e das Bebidas Cini na página da fábrica: www.cini.com.br.

4 comentários:

  1. Lembro dos bons tempos da Wimi da garrafinha de vidro... Os refrigerantes da Cini são os melhores...

    Teu Blog está ficando cada dia melhor!

    Abraços.

    Denis
    http://curitibanoroqueiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Denis.

    Era uma garrafinha escura não é? Bons tempos em que 1 litro de refrigerante ou gasosa dava para toda a família almoçar num domingo. Hoje um refrigerante pequeno no cinema tem 500ml!

    Obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  3. Aprendi o significado. Sou paulista e nunca tinha ouvido falar. Valeu, e o texto também foi muito gostoso de degustar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vera! Obrigado por passar por aqui! Espero que volte outras vezes.
      Abraço.

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.