segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Casa suspensa


No início desse mês estive no cartório da galeria Tijucas para fazer uma procuração. Como esse tipo de trabalho eles fazem no primeiro andar do prédio e como demora um pouco, pela janela fiquei procurando algo interessante para se fotografar (aliás, as persianas e os vidros prejudicam muito a intenção de fotografar). Não há muita coisa, mas havia algo que desde a minha infância sempre me fascinou: a casa que fica em cima de um prédio na esquina da Des. Ermelino de Leão com a Cândido Lopes. A arquitetura da casa não guarda qualquer relação com o prédio e exatamente por isso, fica a sensação de que o prédio brotou do chão, elevando a casa!
Não conheço a história dessa casa e não encontrei na internet qualquer referência. Terá sido um acordo do dono do terreno com o construtor? Há moradores nessa casa? Quem sabe! Sei apenas que há um ótimo café na rua e ao lado, a casa de frutas do Nagib!

13 comentários:

  1. Já pensou que coisa mais chique deve ser morar aí?

    ResponderExcluir
  2. Com certeza é. Só não dá para ter um pomar no quintal ou jogar bola nele! O prédio ao lado é um hotel. Se tiver janelas na altura da casa, essas devem ficar meio cobertas.

    ResponderExcluir
  3. Conheço um casal que morou nessa casa/prédio, prédio/casa. Se não me engano, foi o pai da esposa que construiu a casa. mas posso me informar melhor...

    ResponderExcluir
  4. Puxa, se conseguir mais informações seria bem legal.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tive um chefe que morou nessa casa lá pelos idos de 91, 92. Hoje sei que ele já não mora mais em Curitiba, vive em Ponta Grossa. Sabe-se lá se não é o mesmo casal que o Jô Ribas conheceu também...? Parabéns pelo blog, moro em Natal e sinto uma imensa falta desse universo curitibano, saí dessa cidade linda em 2005. Apesar de Natal ter um clima bom o ano todo e praias lindas de encher os olhos, minha vontade é retornar pra Curitiba um dia, mas enquanto isso não acontece a WEB e o seu "Circulando por Curitiba" que já virei fã, vão aliviando a dor da minha saudade... abraço grande Washington!!

      Excluir
    2. Oi Neli! Puxa! Muito obrigado pelo comentário. Ajudar alguém matar um pouco a saudade de Curitiba é sem dúvida uma honra! Abraço!

      Excluir
  6. Olá, um amigo meu já morou ali. Vou pedir para ele acessar aqui e falar mais sobre isso, heheh, abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Danilo. Seria bem legal se o seu amigo puder contar alguma coisa da casa. Obrigado.

      Excluir
  7. Oi, eu morei nessa casa de 2008 até o começo de 2012. Vou fazer um resumo rápido sobre a história do lugar.

    Um arquiteto, que era dono do terreno, decidiu construir um prédio para a sua família. Isso era década de 70, se não me engano.

    Ele e a mulher moravam no segundo andar e deixaram o primeiro para a filha.

    A casa em cima do prédio tinha duas funções: o mezanino era o escritório do arquiteto (inclusive qdo eu morava lá, a mesa de desenho ainda estava na casa). A parte de baixo é completamente aberta, sem divisão entre cômodos, e funciona como um salão de festas. Ali tem churrasqueira, tinha uma jacuzzi e uma área externa bem boa.

    O tempo passou, o arquiteto faleceu, a filha mudou e decidiram colocar a casa para alugar.

    Assim como vcs, sempre passava por aquela casa e achava curiosa aquela construção. Entre muitas pessoas que passaram por lá, eu fico muito feliz de ter sido uma delas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Artur. Muito obrigado mesmo pelas informações. A casa então, depois que o arquiteto faleceu, funcionou sempre como salão de festas?

      Excluir
    2. Não, ele quis dizer que a parte de baixo da casa, pode ser utilizada por quem mora como salão de festas pq não tem divisão entre os cômodos.

      Excluir
    3. Entendi. Deve ser sensacional morar nessa casa.

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.