domingo, 28 de agosto de 2011

Por dentro de um projeto de Frederico Kirchgässner















Através de uma leitora desse blog e autora do blog Arte Amiga, descobri o trabalho em papel que o Emerson executa com altíssima qualidade. Mas o que me levou a entrar em contato com ele e pedir para conhecer o seu atelier, foi o fato desse estar instalado na casa que Frederico Kirchgässer projetou para seu irmão Bernardo Kirchgässner em 1936, casa essa que fez parte da série que já postei sobre a arquitetura modernista em Curitiba.
O Emerson e o Paulo com extrema generosidade e muita simpatia, permitiram que eu conhecesse não somente o atelier, mas também essa verdadeira jóia da arquitetura de Curitiba e que pudesse registrar em fotos o que vi.
É muito importante ressaltar que esse exemplar essencial da arquitetura de Frederico Kirchgässner tem a sorte de ter seus atuais proprietários, que tiveram a sensibilidade e inteligência de perceber que não estavam apenas adquirindo um imóvel, mas um pedaço da história de Curitiba e por esse motivo, pesquisaram sobre a casa e seu arquiteto, buscando manter suas referencias originais (como um belíssimo piso de madeira escondido por baixo de um carpet de madeira e anteriormente por um carpet) e preservando de forma brilhante a casa e todas as incríveis soluções planejadas pelo arquiteto. Alie-se a casa com o bom gosto de ambos na decoração e temos um resultado digno de grandes revistas.
Sorte de Curitiba e pena que nem todas as pessoas que possuem uma UIP (Unidade de Interesse de Preservação) não tenham a mesma postura que o Emerson e o Paulo tem. Meus parabéns à ambos e muito obrigado por me receberem!
A última foto mostra uma placa que o Emerson descobriu na entrada da casa e ao fazer o polimento dela, encontrou a assinatura do arquiteto! Mais um achado que com muito respeito está preservado!

10 comentários:

  1. Washington, adorei! Voce fotografou o aspecto que nao pude retratar. Nossos posts agora se complementam. Vou linkar no ArteAmiga.
    Emerson e Paulo, essa casa uma joia.
    Jo

    ResponderExcluir
  2. Oi Jô! Obrigado pelo comentário e pela dica em conhecer o Emerson, sua arte e sua incrível casa!

    ResponderExcluir
  3. Linda e elegante. Vale a pena preservar. Sorte deste imóvel estar em mãos (e olhos) assim.
    você fotografa muito bem interiores.
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Outra captura na mosca para nosso deleite! Sempre quis saber como era a vista por dentro da casa. Amplex

    ResponderExcluir
  5. Sabe que entrou em contato comigo uma pessoa com o sobrenome do arquiteto. Eu tenho uma enorme vontade de conhecer por dentro a primeira casa projetada pelo Frederico Kirchgässner e fiquei imaginando que talvez essa pessoa me ajudasse. Parece que o mobiliario ainda está preservado.
    Foi muito legal conhecer a casa do irmão dele e ver as soluções engenhosas que bolou. Abraço.

    ResponderExcluir
  6. acabei de passar o link para o Alexander, neto do Frederico. ele vai adorar!!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Wivian, Será que o Alexander viabiliza uma visita à casa do Frederico?

    ResponderExcluir
  8. Olá Washington bom dia, meu nome é Érica Olivero, sou sobrinha neta de Frederico Kirchgassner, ele era irmão de minha avó paterna e é com grande alegria que encontrei essas fotos em seu site. Parabéns pela iniciativa de recuperar a história e nos presentear com um pedacinho dela. Também sou arquiteta, portanto, duplamente orgulhosa de encontrar um pouquinho da história de minha família,publicada por você, de forma tão singular e importante. Estive nessa residência, quando tinha uns 13 anos em visita a família e tinha muito vontade de reve-la. Parabéns! Érica Olivero.

    ResponderExcluir
  9. Oi Erica! Fico muito feliz em receber esse seu comentário, duplamente diria eu. Pelo fato de voce ser da família de Frederico Kirchgassner e por ser Arquiteta (volta e meia eu me arrisco nessa área).
    Os donos da casa foram bastante gentis ao permitir a minha visita. Tenho hoje, muita curiosidade em conhecer a outra casa (na Trajano Reis) que para minha tristeza, esta bem pichada.
    Viu a serie que fiz sobre arquitetura modernista? Foi bem legar circular pela cidade para encontrar as casas e prédios modernistas.
    Obrigado pela visita e espero que volte sempre.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.