segunda-feira, 2 de abril de 2012

Cacique Tindiqüera




A definição do dia 29/03/1693 como sendo o dia da fundação de Curitiba é algo envolto em polêmica, já que em 1648, Ébano Pereira ao chegar ao planalto, deu de cara com um núcleo denominado Vilinha (onde hoje fica o Bairro Alto) e em 1668 Gabriel de Lara encontrou 17 famílias radicadas entre o bairro Alto e o Atuba, inclusive a de Baltazar Carrasco dos Reis. Essa data foi proposta por Romário Martins (na época vereador e historiador) e consolidada por decreto assinado pelo então prefeito Luiz Xavier em 28/03/1906.
Assim como a data da fundação, as histórias que se conta a respeito dessa e dos primeiros colonizadores também são imprecisas, como a lenda do Cacique Tindiqüera.
Diz a lenda que os pioneiros mantinham numa capela improvisada na Vilinha, uma imagem da Nossa Senhora da Luz, que independentemente da posição que ela era colocada, no dia seguinte ela estava voltada para a direção de onde hoje fica o centro da cidade. Entendendo a insistência da santa como um sinal de que ela tinha cansado da vizinhança e queria mudar de endereço, os moradores da Vilinha perguntaram ao Cacique Tindiqüera como chegar a Praça Tiradentes (ao que ele indicou pegar o Hugo Lange ou o ligeirinho Bairro Alto - Santa Felicidade). Acompanhando os pioneiros até o local, chegaram onde hoje é a Praça Tiradentes e lá o Cacique Tindiqüera fincando uma lança no chão (da qual, também diz a lenda, nasceu uma frondosa árvore) disse: Kur'yt'yba, que na lingua Tupi Guarani pode significar "tô indo nessa galera!" ou (a mais aceita): Pinheiral! Estava fundada assim a Vila de Nossa Senhora da Luz e Bom Jesus dos Pinhais.
As fotos de hoje mostram uma estátua do Cacique Tindiqüera no Bairro Alto (na rua Percy Feliciano de Castilho), de onde ele tem uma belíssima vista de Curitiba conforme mostra a outra foto.

4 comentários:

  1. Great post, you have pointed out some superb details, I will tell my friends that this is a very informative blog thanks.
    IT Company India

    ResponderExcluir
  2. Thank you so much! I hope you keep visiting my blog!

    ResponderExcluir
  3. Oi Giovani. Essa lenda, mesmo contando serio, seria engraçada. Achei então que um pouco de improviso não faria mal. :o)

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.