quarta-feira, 11 de abril de 2012

Casas de madeira de Curitiba 57




Essas duas casas de madeira ficam no Alto da XV (na R. Conselheiro Carrão entre José de Alencar e Almirante Tamandaré). Fiz questão de fotografar ambas pois podemos perceber que as casas nasceram juntas, mas enquanto uma delas sofreu sozinha a ação do tempo, a outra passou por uma plástica, tomou um banho de loja (de material de construção) e ficou num estado bem melhor que sua irmã gêmea.

11 comentários:

  1. Pode ser uma ideia tresloucada, mas se eu pudesse faria uma campanha em Curitiba para que as casas de madeira não fossem derrubadas. Um projeto de restauração ( gostei do "banho de loja")amparado pela adesão dos segmentos antenados à preservação poderia vingar; concorda comigo, Takeuchi?


    Sugiro que você continue fotografando as casas de madeira, ainda tão presentes, aqui em Curitiba. A amostra do numeroso dossiê visual poderá sensibilizar a um maior número de pessoas e, assim, mantê-las longe da derrubada ou da especulação imobiliária.

    A paisagem urbana exibirá sempre o que nós deixarmos; a concordância em derrubar as casinhas de madeira é entristecedora, pelo menos para mim.

    Receba o meu abraço.

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro casas de madeira, morei bastante tempo em uma... E sei que elas exigem bastante cuidado e manutenção! Concordo com a Doralice Araújo, essas casinhas devem sim serem preservadas, pois é uma parte da história da cidade, que não pode simplesmente ser apagada.

    ResponderExcluir
  3. Esse tema da preservação eh complexo, pois esbarra principalmente nos interesses dos proprietários dos imóveis, que nem sempre (ou raramente) estao interessados em preservar um imóvel em detrimento dos lucros que esse pode representar (nao sei se podemos culpa-los). De outro lado, temos o poder municipal que nao tem um instrumento (lei de tombamento) que permita efetivamente tratar desse assunto com mais eficiência.
    Quanto asa nossas casas de Madeira, sou pouco otimista quanto ao eu futuro. Certamente teremos alguns exemplares que estao preservados para sempre (sede o Iphan, Casa de Erbo Stenzel no Parque Sao Lourenço e a Inacreditável Casa Estrela), mas a maioria resistira apenas enquanto um teimoso morador insistir em manter por afeto, a sua casinha em pé.

    ResponderExcluir
  4. Legal esses comentários, me fez lembrar de uma matéria que passou no jornal estadual algumas semanas atras... sobre um casal e sua casinha de madeira aqui no agua verde (1 quadra de onde eu moro alias)... a gente sempre via a casa e quintal e ficava curioso, e pelo visto não fomos apenas nós... legal saber a história deles...

    http://globotv.globo.com/rpc/parana-tv-1a-edicao-curitiba/v/historias-de-curitiba/1878516/

    JOPZ

    ResponderExcluir
  5. Oi Jopz. Vi o vídeo e eh fabuloso. Vou fotografar a casa antes que a Dona Margarida consiga outra com o Luciano Huck. Muito obrigado pelo link. Imagino que todas as casas de Madeira que resistem hoje em Curitiba, tem um bela história como essa para contar e isso as tornam especiais, únicas.

    ResponderExcluir
  6. Desentupidora Curitiba - Metropolitana, em casas de madeira:
    A manutenção de uma casa de madeira é muito simples, o dono terá que envernizar a parte externa da casa a cada 2 anos ou quando a madeira não mais tiver a proteção do verniz.
    A madeira aceita qualquer acabamento, seja verniz ou tinta. A tinta, seja a óleo ou esmalte sintético, é bem mais durável em paredes externas, embora o verniz, por ser transparente, permite preservar a aparência natural da madeira.
    Casa construídas com madeira de lei duram tanto ou mais que uma de alvenaria, exigindo pouca manutenção. Com alguns poucos cuidados a casa de madeira dura gerações, sempre preservando o conforto e a beleza da madeira.
    http://www.adesentupidora.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Desentupidora Metropolitana (bom saber, vai que precisemos de uma).
    Sem dúvida com cuidados, uma casa de madeira pode durar milênios (visitei o Japão e as construções daqueles templos milenares são todas em madeira).
    Eu também já morei numa casa de madeira e tenho boas lembranças.

    ResponderExcluir
  8. eu sou uma... que tem uma velha casinha de madeira e nao consigo mante-la do jeito que queria, quanta angústia ! Em 1994 qdo casei e fui morar lá, a empresa de detetização nao me deu garantia, e ninguem estava acreditando que eu fosse morar lá de fato. Mas fui muito feliz encerando chão, polindo aqueles velhos fechos de janela e limpando um banheiro azul com banheira de cerâmica branquinha. Não vejo a hora de voltar lá e ver como está... Qdo conseguir a chave de volta, aviso o Washington para ir lá tirar fotos antes que a casa caia ( uma casa nas redondezas caiu por causa dos cupins).

    ResponderExcluir
  9. Fica em Prado Velho numa rua erma atrás do Carrefour. Quando fui morar lá, tinha 3 casinhas enfileiradas, a casinha do meu sogro era do meio. A casa direita foi desmoronada após um inquilino (daqueles que nao conseguem pagar aluguel) finalmente saiu e deixou a casa bastante caída. Depois começou a entrar uns mendigos para dormir a noite, ela foi para o chão. A casa da esquerda é da minha vizinha que nasceu lá. Ela já faleceu faz tempo, mas o filho dela mantem a casa bem bonitinha num terrenão enorme. E a casinha do meio, da familia do meu marido está lá, escondida atrás de um muro alto para evitar de entrarem. Escutei dizer que o inquilino nao aguentou a estrutura de casa e foi embora, mas ainda nao recebi as chaves. Qquer dia desses vou lá ver como está. Mandarei noticias.

    ResponderExcluir
  10. Essas casas ficam quase na frente do bar/restaurante Jacobina.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.