sexta-feira, 20 de abril de 2012

História nos bueiros



Para ver e aprender Curitiba é sempre interessante olhar para frente, para os lados, para cima e porque não, para baixo.
Olhando para baixo, principalmente no centro da cidade, você verá os nossos belos mosaicos em Petit Pavé e também, poderá surpreender-se em aprender um pouco de história nas tampas de bueiro. As duas mostradas por mim hoje apresentam a grafia do nome da nossa cidade de duas formas diferentes. Uma de 1928 onde se lê CURITYBA e outra mais antiga, de 1904 (108 anos atrás) onde Curitiba era conhecida como CORITYBA. Nessa última, conseguimos ler também a palavra Mueller. Teria relação com o Shopping Mueller? Com certeza! Provavelmente de lá, onde funcionava a metalúrgica de Gotleib Mueller, saiu essa centenária tampa.

12 comentários:

  1. Que interessante Washington! Hoje mesmo vou passear na XV olhando só para baixo =D

    ResponderExcluir
  2. Eu achei que era o único que reparava nestas coisas. É interessante notar que estas datas indicam a época de urbanização da cidade. Por exemplo, próximo à Praça do Japão, os bueiros são de 1941.

    Uma outra coisa interessante são os diversos postes de ferro importados, muitos dos quais ainda possuem um placa de identificação com a data de fabricação. Você pode encontrá-los na Presidente Faria e na 13 de Maio.

    ResponderExcluir
  3. Oi Laís. Sabe que andar em Curitiba eh sempre um bom negocio, pois o risco de tropeçar eh grande! Só cuide para nao sair dando "Zidanes" nas pessoas! :o)

    Oi Marcelo! Muito legal essa dos postes. Com certeza vou checar, espero que nao achem que eu estou maluco tentando conversar com poste!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lais, corrigindo o texto, andar em Curitiba olhando pro chão eh sempre um bom negocio...

      Excluir
  4. Gostei! Adoro reparar nos detalhes da cidade, mas nunca tinha checado as tampas de bueiro, com certeza vou prestar mais atenção agora!!

    ResponderExcluir
  5. O problema dessas tampas de ferro fundido são o furto para venda em ferro velho... a tendencia é substituir todas por tampões em PEAD (polimero especial de alta densidade), feito em material reciclado, que não enferruja, não faz barulho e inibe roubos pq não tem valor para a turma do ferro velho...

    JOPZ

    ResponderExcluir
  6. Aqui as tampas são de 1975 de um conjunto residencial inaugurado em 1976.

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito de ver estas tampas, e também gosto de fotografá-las. Veja algumas no meu flickr.
    http://www.flickr.com/photos/fabianimatos/sets/72157626318578917/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabiani. Vi as suas fotos. Muito bacana! Nem sabia e nunca havia reparado que algumas levam os nomes dos edifícios.

      Excluir
  8. Sensacional. A gente pensa que é o único maluco que repara nessas coisas e acaba descobrindo que temos "semelhantes".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São detalhes que fazem da cidade algo fascinante! Precisamos de mais malucos!!

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.