quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Café Damasco todo mundo pede bis


A Café Damasco foi fundada em 2 de janeiro de 1960 em Curitiba, pelas famílias Campos e Bueno. Hoje é uma das cinco maiores empresas de torrefação de café do Brasil.

Em 1979 mudou-se para o endereço atual, mostrado na foto acima, na Rodovia do Café, bairro Orleans.

E para os que moram em Curitiba há tempos, segue o jingle do comercial do Café Damasco, estrelado pela atriz paranaense Odelair Rodrigues:

"Café Damasco, forte, puro, brasileiro
faz questão que o povo inteiro
dê um breque pra tomar um cafezinho
ou um pingado, uma média, um bem passado com carinho de mulher.
No mercado dê um breque.
No batente dê um breque.
No passeio, em sua casa onde estiver.
Café damasco faz o povo inteiro mais feliz.
Café damasco todo mundo pede bis."

3 comentários:

  1. Não é esse o Café Damasco que conheço e explico o porquê:
    Recentemente, eu e minha esposa estivemos em Curitiba e, ao ir embora, tivemos a seguinte desagradável experiência:
    Fomos tomar um café no aeroporto, no único café que encontramos no saguão, após ter feito o check-in. Trata-se do Café Damasco e há um em cada lado do saguão. Fui extremamente mal atendido e me senti lesado. Explico: para começar, o lugar não tem cardápio (nem em papel, nem na parede) e você se vê então obrigado a pedir a caixa para lhe dizer as opções e respectivos valores. Após o relato dela, pedi 2 cafés médios com creme. A caixa explicou que o creme precisava ser pago separadamente e eu disse que não havia problema. Ela então me cobrou R$ 10 (!!), o que me pareceu caro, mas eu e minha esposa queríamos nosso café com creme.
    Ao passar a comanda para o balconista/“barista” percebi que nela constavam 2 cafés com leite médio. Avisei ao “barista”, imaginando que poderia ser alguma limitação do sistema de pedidos (software instalado em terminal touchscreen), que poderia não ter a opção café com creme, talvez obrigando a caixa a escolher opção de valor equivalente. Ele (o "barista") simplesmente me informou que tinha que fazer o que estava na comanda/cupom e eu voltei a avisar, sugerindo que ele conversasse com a caixa, sua única colega de trabalho inclusive, que tinha acabado de me atender. Para minha surpresa, ele ignorou meu aviso e preparou os 2 cafés com leite!!, como se nada tivesse acontecido.
    Para resumir, após alguma discussão, a caixa após atender TODOS os clientes que apareceram depois de mim, se dirigiu a mim e, após eu relatar o histórico que já era de conhecimento dela (dado que ela estava a 1m de todo o ocorrido), ela me informou que o creme era cobrado separadamente!!! E eu, perguntei: “De novo??”. Ela então disse que sim e que era R$ 5,60 (os 2 cremes) se não me engano (tenho certeza que era um valor entre R$ 5,50 e R$ 6) e, então, eu fiz questão de perguntar se eu tinha entendido direito: pagaria quase R$ 8 (lembre-se que já tinha pago R$ 10) por cada café médio com creme? E ela, na maior naturalidade, respondeu: “Sim!!”.
    Bom, a emoção não acabou, acredite!! Após pagá-la, ela me fez uma proposta indecente, sugerindo colocar os cremes – que paguei duplamente – nos cafés com leite incorretamente preparados e....frios!! Após respirar profundamente por uns 10 segundos, respondi informando novamente que eu queria 2 cafés médios com creme que, enfim, foram preparados!!!
    Após esta experiência, Café Damasco nunca mais!!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa que história triste! Infelizmente nem tudo e nem todos conseguem manter o mesmo nivel de qualidade. Também acho absurdo o quanto cobram por um café no aeroporto.

    ResponderExcluir
  3. OPAZ, eu fui tão mal atendido no CAFÉ DAMASCO do aeroporto que decidi mandar um email para a fábrica... sem resposta... dai a solução foi simplesmente PARAR DE COMPRAR CAFÉ DAMASCO...

    JOPZ

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.