sábado, 12 de dezembro de 2009

Curitiba a partir do mirante das Mercês - SUDESTE



A vista de Curitiba a partir do mirante é muito bonita e do alto dos seus 110 metros, pode-se apreciar Curitiba em 306 graus.

Já fotografar lá de cima é um pouco complicado, pois é impossível evitar o reflexo dos vidros. Assim, peço sua compreenção para essa dificuldade.

Vou postar a partir de hoje, uma série de fotos feitas a partir do mirante na direção de 8 pontos cardeais.

A foto de hoje mostra a vista Sudeste. Nessa direção, podemos ver os bairros Centro, Jardim Botânico, Prado Velho e Rebouças. Segue algumas informações desses bairros.

Centro: O nome do bairro veio do crescimento da cidade em volta da pequena vila que ali estava instalada. Na pequena capela de N. Sra. da Luz e Bom Jesus dos Pinhais foi fundada vila que hoje se chama Curitiba. Nessa região se encontra o marco zero da cidade localizado na Praça Tiradentes. No centro encontra a maior densidade de edifícios comerciais, grande quantidade de praças e até um "mini-zoologico", o Passeio Público. Existem no centro 105 agências bancárias, 4,848 mil casas comerciais, 12 flats, 68 hotéis, 669 industrias ou sedes de industrias, 555 restaurantes, 4 shoppings e no total são 17.489 mil atividades ecônomicas no centro. A população total é de 32,623 mil habitantes.

O Jardim Botânico pertence à subprefeitura da Matriz. Sua principal atração, como pode-se perceber pelo nome, é o Jardim Botânico de Curitiba, um dos pontos turísticos mais visitados de Curitiba. Está também sediado no bairro um dos campi da Universidade Federal do Paraná e o Estádio Durival Britto e Silva. Uma das principais saídas de Curitiba que dá acesso às praias do litoral paranaense passa ao lado do Jardim Botânico.

Prado Velho é o bairro em que se localiza a Pontifícia Universidade Católica do Paraná, e uma grande favela chamada antigamente de Vila Pinto e hoje a Vila das Torres. A palavra prado vem do latim pratum e significa lugar plano, campina ou planície. É daí que vem o nome do bairro. Ele está ligado ao antigo hipódromo de Curitiba que, na época, era conhecido como Prado Curitibano, já que os antigos e alguns, ainda hoje, utilizam tal palavra para designar o local onde ocorrem as corridas de cavalos. Um dos lugares mais chiques da cidade, o Prado Curitibano localizava-se na região onde hoje está a Pontifícia Universidade Católica do Paraná(PUC). Como em 10 de dezembro de 1955 foi inaugurado o Hipódromo do Tarumã e as atividades turísticas da cidade se mudaram para outro bairro, a região antes denominada “Prado” acabou se transformando no “Prado Velho” já que o “Prado Novo” estava no tarumã.

Rebouças é um bairro de classe média de Curitiba, Paraná. O nome é uma homenagem aos irmãos e engenheiros Antônio Pereira Rebouças Filho e André Rebouças que construíram a ferrovia que liga Curitiba a Paranaguá. O bairro está historicamente ligado à industrialização da cidade, sendo parte integrante do Plano Agache. No Rebouças encontramos o antigo moinho que foi adquirido pela Prefeitura Municipal de Curitiba e transformado na sede da Fundação Cultural de Curitiba.

2 comentários:

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.