quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Avenida Luiz Xavier - a menor avenida do mundo

Avenida Luiz Xavier vista da travessa Oliveira Bela para a Praça Osório

Avenida Luiz Xavier vista da Des. Ermelino de Leão para a Oliveira Belo e Ébano Pereira




A atual avenida Luiz Xavier (homenagem ao quarto prefeito eleito de Curitiba) formou-se a partir da década de 1.880. Começa na Praça Osório e não vai além da atual Ébano Pereira e travessa Oliveira Belo.

Num ato de pura bajulação, o nome Luiz Xavier foi desalojado para dar lugar à um companheiro de chapa de Getúlio Vargas (pelo simples fato de que o presidente costumava hospedar-se no Braz Hotel) e assim, por quase vinte anos, a rua passou a chamar-se João Pessoa.

Somente após a morte de Getúlio (em 1954), a rua volta a ter sua denominação justa e original: Avenida Luiz Xavier.

Luiz Antônio Xavier nasceu em Curitiba em 21 de dezembro de 1856. Foi o primeiro prefeito reeleito de Curitiba. Era extremamente popular e acessível. Ouvia o povo e sua administração era calcada nessa característica.

Dotou Curitiba de calçamento, jardinagem e deu importante contribuição ao desenvolvimento dos serviços de água e esgoto.

Foi por sua determinação que ocorreu o alinhamento da atual Rua XV de Novembro à Praça Osório, transformando um terreno alagadiço em espaço útil e integrado.

Naquele trecho, tornou a rua mais larga, criando assim sem querer, a menor avenida do mundo e ainda em vida, viu esse trecho tomar o seu nome. Não viu porém, a rua voltar a ter o seu nome, pois faleceu em 1933.

Fonte: Livro "Ruas e histórias de Curitiba" de Valério Hoerner Júnior. Editora Artes e Textos. Curitiba, 2002

4 comentários:

  1. Só em 1965 a avenida voltou a ter o nome antigo de Luiz Xavier. Foram 35 anos (1930-1965) com o nome de João Pessoa. O livro que foi usado como fonte de consulta tem muitos erros.

    ResponderExcluir
  2. Quanto metros tem essa avenida, conheço uma co 110 metros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Avenida Luiz Xavier tem 150 metros de comprimento.

      Excluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.