sábado, 22 de agosto de 2009

Por dentro do Passeio Público





O Passeio Público é um relicário de preservação natural, bem no centro da cidade, com aproximadamente 70.000 m² e 35 pontos de atração.

Foi inaugurado em 02 de maio de 1886, na gestão do então Presidente da Província Alfredo D'Escragnolle Taunay, seu idealizador.

Seu primeiro administrador foi o Comendador Francisco Fasce Fontana, doador do terreno.

Situava-se, na época, entre as seguintes divisas: Boulevard 2 de Julho (João Gualberto), Rua Fontana (Presidente Faria), Rua do Serrito (Presidente Carlos Cavalcanti) e os terrenos de Joaquim Bittencourt (atual Círculo Militar) e de Laura Borges (atual Colégio Estadual).

Seu portal principal, na esquina da Rua Presidente Faria com Avenida João Gualberto, é cópia fiel do portão do Cemitério de Cães de Paris. Construído em 1913, seu estilo é art-nouveau e foi projetado pelo arquiteto alemão aqui radicado Frederico Kirchgassner.

O parque possui três lagos, sendo que em cada um tem uma ilha. Na Ilha da Ilusão foi coroado, no início do século, o "Príncipe dos Poetas Paranaenses" - Emiliano Perneta. Em 1966, ao completar 80 anos, o Passeio sofreu alterações substanciais na pavimentação, revestimento dos lagos, substituição das velhas pontes de madeira por outras de concreto, construção de um palco flutuante (hoje um chafariz) e de ilhotas para os macacos.

Entre a vegetação destacam-se eucaliptos, plátanos, ipês e carvalhos, como o plantado pelo próprio Presidente Taunay quando da inauguração do local.

É um ponto de encontro para crianças e adultos, com playground, zoológico de pequenos animais, aquário, pedalinho, bar e restaurante, sendo cortado pela malha cicloviária da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.