sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Fim de um dia chuvoso: do Novo Mundo ao Parolin.







Fim de mais um dia de trabalho, chuvoso por sinal. Por razões que desconheço, estava me sentindo particularmente bem nesse final de dia. Rádio sintonizado numa boa estação, câmera de prontidão e os olhos atentos como há tempos não acontecia (acabara de sair de uma forte gripe). Coincidentemente, ouvi no radio uma propaganda da Omicron que termina com a seguinte frase: “Quem aprende a olhar não perde o clique”.

Não tenho a menor pretensão de dizer que sou um bom fotógrafo, sem ir muito longe, basta ver algumas fotos do João Urban, Nego Miranda e outros grandes fotógrafos de Curitiba, para humildemente perceber que a distância que nos separa é abissal, mas é fato que há dias em que você passa por tudo e por todos sem enxergar nada que lhe chame a atenção e provoque o clique da câmera e há outros dias em que se vê beleza nas cenas mais banais.

Nesse final de dia, logo na primeira quadra rodada, duas amigas conversando sob uma sombrinha já me fez rapidamente fazer uma foto, um casal dividindo o mesmo guarda-chuva desfocados pela velocidade que passei por eles, outra foto e assim foi, cena após cena, até a luz deixar de ser interessante.

O espaço é pequeno para esse tipo de divagação, assim como o tempo que passei pensando no assunto, mas me parece que na alternância dos dias, o que muda é a forma que olhamos o mundo (estado de espírito?) e não o mundo em si.

Desejo um bom final de semana à todos e que vejam o mundo com bons olhos!

Um comentário:

  1. Otima mensagem... as vezes além dos olhos, conseguimos olhar com a alma e com o coração, o que de fato muda tudo...

    BOM FINDI pra vc tbem...

    JOPZ

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.