sábado, 13 de junho de 2009

Descendo a serra de trem - Parte 3


O objetivo da construção da ferrovia Curitiba - Paranaguá era estreitar a relação entre as cidades do litoral paranaense e a capital do estado, com vistas ao desenvolvimento social do litoral. Além disso, era imprescindível ligar o Porto de Paranaguá aos estados do Sul do Brasil, para que se desse vazão à produção de grãos dos estados e, dessa forma, garantir apoio ao desenvolvimento econômico da região.

A represa do Ipiranga (na foto) foi construída no final da década de 1950 e passou em 1961 a abastecer a Usina de Marumbi, com o desvio de parte das águas do Rio Ipiranga através de dois condutos metálicos vencendo um desnível de 400 metros em apenas três quilômetros.

4 comentários:

  1. that's a cool bridge and dam.
    Really looks like it's in the middle of nowhere.

    ResponderExcluir
  2. Hi Kitty!

    The place where this railroad was built is what last of the Atlântica Forest in Brazil. Once it had 1,3 millions km2 now only 5% remains.

    But it is still huge, so yes, the dam is in the middle of nowhere.

    ResponderExcluir
  3. Olhe aí vc de novo me trazendo saudades, que tempos maravilhosos, como meu pai trabalhava na Rede, íamos muitas vezes por ano para Morretes, Antonina, Paranaguá de trem, adoro o trem, mas fazem muitos anos que não viajo mais de trem, eu e meu esposo estamos combinando de descer a serra esse ano ainda. Tenho na mente tds o trajeto.Sou uma pessoa que adoro boas lembranças,amo falar e relembrar do que passou, isso me faz viver, me revigora.

    ResponderExcluir
  4. Esse caminho para Morretes/Paranaguá é lindo. É bom mesmo relembrar coisas boas da nossa vida.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.