sexta-feira, 26 de junho de 2009

Teatro Guaíra



O Teatro Guaíra é um dos maiores e um dos mais importantes da América Latina. Possui três auditórios: o Bento Munhoz da Rocha, com capacidade para 2173 lugares, auditório Salvador de Ferrante (Guairinha), com 504, e o auditório Glauco Flores de Sá Brito, com 113 lugares.

A história do Teatro Guaíra começa no século 19. Em 1884 foi inaugurado o Theatro São Theodoro, na Rua Nova, atual rua Dr. Muricy. Era o primeiro teatro oficial do Paraná. Durante a Revolução Federalista, de 1893 a 1895, as atividades do teatro foram suspensas e suas instalações utilizadas como prisão. Em 1900, o teatro foi re-inaugurado com o nome de Teatro Guayrá, mas foi demolido em 1935. A construção do prédio atual do Teatro Guaíra, na Praça Santos Andrade, foi iniciada em 1952 e concluída em 1974.

O Centro Cultural Teatro Guaíra abriga ainda o Balé Teatro Guaíra, criado em 1969, o Guaíra 2 Cia de Dança, a Orquestra Sinfônica do Paraná, Escola de Danças Clássicas, o Núcleo de Teatro Amador, Teatros de Bonecos e uma biblioteca.

A entrada principal pela praça Santos Andrade, possui um painel frontal em alto relevo, de autoria do curitibano Poty Lazzarotto.

O projeto arquitetônico do atual Teatro Guaíra é do engenheiro Rubens Meister. Um dos precursores da arquitetura moderna no Paraná, professor da Universidade Federal do Paraná, e um dos responsáveis pela implantação do curso de Arquitetura na UFPR, em 1962. Rubens Meister é, também, autor de prédios importantes, como o Panteão dos Heróis da Lapa (1943), o Auditório da Reitoria UFPR (1956), o Edifício Barão do Rio Branco (1958), a Prefeitura Municipal de Curitiba (1969), a Estação Rodoferroviária de Curitiba (1976), o Centro de Atividades do SESC da Esquina (1985) e a restauração do Palácio Avenida (1990).

Fonte: www.curitiba-parana.net/guaira.htm

Um comentário:

  1. Ótimas informações, Takeuchi; hoje, caso circule durante a nossa desenhada geral, terá oportunidade de adicionar novas fotos na galeria voltada para o Teatro Guaíra.

    ResponderExcluir

O que achou desse post? Seu comentário é muito bem-vindo.